Como deixar a casa protegida para crianças

Como todos os pais e mães podem atestar, deixar a casa protegida para os pequenos é um esforço árduo e contínuo. Curiosas por natureza, as crianças possuem um espírito explorador praticamente indomável, o que é uma característica admirável porém perigosa.

Uma verdadeira casa protegida para as crianças requer que os pais tomem todas as precauções possíveis — em todos os cômodos da casa — para garantir o bem-estar de seus pequenos. Afinal, não faltam formas pelas quais as crianças podem se machucar.

Pensando nos possíveis problemas que os pais e mães podem enfrentar na criação de suas crianças, nós da ALZ Construtora elaboramos um pequeno guia para que você possa ficar atento com o comportamento dos pequenos e garantir que a infância deles seja a mais segura possível.

Boa leitura!

 

Observando os hábitos

Antes de elaborar qualquer planejamento ou estratégia de proteção da casa, é extremamente importante que você, como pai ou mãe, compreenda que seu filho — por mais jovem que seja — já está desenvolvendo traços de personalidade e hábitos próprios.

Isso significa que seu pequeno dará preferência para certas atividades exploratórias, justamente porque seus interesses e curiosidades irão variar dependendo do dia, da sua idade, seu estado emocional, etc. 

Portanto, fazer uma observação íntima e precisa dos hábitos rotineiros da criança é vital para o sucesso das estratégias que serão listadas a seguir, pois você como responsável poderá adaptá-las aos hábitos do seu pequeno — aumentando a efetividade das medidas de proteção e possibilitando um foco maior de esforços em uma determinada estratégia.

 

Estabelecendo medidas gerais de segurança

Uma boa estratégia para deixar sua casa protegida depois de observar os hábitos do seu pequeno é a de estabelecer medidas de segurança gerais e específicas.

Por exemplo, colocar redes em todas as janelas da casa é uma medida de segurança geral, já que a vasta maioria dos cômodos da casa possuem pelo menos uma janela. Posicionar cantoneiras de silicone em todas as quinas de móveis é outra medida geral.

Já realocar os produtos de limpeza para um lugar onde a criança não tenha acesso é uma medida específica, pois poucos cômodos da casa contam com armários destinados a guardar esses produtos.

Dito isso, vamos para uma descrição das medidas de segurança que devem ser estabelecidas em cada cômodo da casa.

 

1. Segurança no quarto da criança

 

Sem dúvida um dos lugares onde a criança irá passar a maior parte do seu tempo — seja para dormir, estudar ou brincar —, o seu quarto deve ser o principal foco das medidas de segurança para a criança.

Como dito anteriormente, coloque redes em todas as janelas da casa — especialmente no quarto da criança e na sacada, se houver. Mas o mais importante, corte qualquer tipo de acesso que a criança possa ter à janela em si

Se a cama ou o berço estão próximos à janela, mova-os para longe, de preferência no centro do quarto ou próximo a uma parede sem janela. 

Quanto aos brinquedos, jamais os guarde em sacolas plásticas, pois é plenamente possível que seu pequeno decida brincar com elas e acabe se sufocando. Portanto, invista em caixas de plástico para guardar os brinquedos, dando preferência àquelas que possuem travas.

 

2. Segurança na sala de estar

 

Sendo a sala de estar um dos cômodos favoritos das crianças — em função de ser um espaço de integração para a família —, é importantíssimo que ela seja o segundo foco para as medidas de segurança. 

Os eletrônicos e seus fios devem ganhar a maior atenção nesse cômodo, já que o risco de dano aos equipamentos e a saúde das crianças são altíssimos. Portanto, verifique se existem fios desencapados ou tomadas sem proteção. Se houverem, encaminhe o fio para o concerto e compre proteções de tomada.

Mas, como usar os eletrônicos se as tomadas devem estar protegidas? Bem, estabeleça prioridades e dificulte o acesso às tomadas em uso. Para tanto, isole a tomada principal — geralmente destinada a televisão — atrás de um móvel pesado que seu filho não seja capaz de mover.

 

3. Segurança na cozinha, banheiro e lavanderia

 

Por fim, temos alguns cômodos da casa que compartilham de algumas medidas de segurança para deixar a casa protegida, sendo eles a cozinha, a lavanderia e o banheiro.

Para todos, é essencial reservar os armários superiores para guardar os produtos de limpeza — como detergente, água sanitária e sabonetes —, para garantir que seu pequeno não tenha a menor possibilidade de acesso a químicos que podem ser fatais caso ingeridos. O mesmo é válido para os talheres da cozinha: mantenha-os na gaveta mais alta possível. 

No banheiro, considere colocar travas no vaso sanitário e no box do chuveiro para limitar o risco de afogamento. A mesma estratégia pode ser válida no forno da cozinha.

No armário da lavanderia, guarde bem os objetos pesados para que não haja chance de que eles possam cair em cima do seu filho — como o ferro e a tábua de passar roupa.

 

Ufa! É grande o esforço que fazemos para garantir a segurança das nossas crianças, não é mesmo? Lembre-se também que a segurança das crianças não termina em casa e se estende para as áreas de lazer também! 

Se quiser ficar por dentro de mais dicas como essas ou se está procurando uma casa protegida de todos os perigos, não deixe de entrar em contato com a ALZ Construtora! Estamos esperando por você!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL