Entenda a diferença entre escritura e registro do imóvel

 

Você também pode ouvir este post com o player acima!

 

Adquirir um imóvel além de ser uma conquista, envolve muitas etapas burocráticas. São inúmeros documentos a serem assinados e contratados até o dia de pegar as chaves do seu apartamento e montar cada ambiente da maneira como você sempre desejou. É nesse momento que é comum surgir algumas dúvidas, entre as principais está: qual a diferença entre escritura do imóvel e registro do imóvel? 

Escritura do imóvel e registro do imóvel – se você está no processo de compra de um apartamento com certeza conhece esses dois termos. Ambos são documentos que geram muita confusão entre as pessoas. A maioria acredita se tratar da mesma coisa, no entanto, não são. Cada um se refere a uma etapa diferente de adquirir um imóvel.  

 

Se esses são questionamentos que você tem sobre o tema, então, não pode deixar de conferir este conteúdo da ALZ Construtora. Aqui, vamos explicar do que se trata cada um dos documentos, quais as diferenças que há entre eles e em qual estágio da compra eles são solicitados. Confira! 

 

Escritura do imóvel 

 

A escritura do imóvel nada mais é do que o processo realizado após a assinatura do contrato de compra do apartamento. O papel trata do acordo que valida de forma oficial, a partir do documento físico, a compra do imóvel. A escritura pode ser elaborada e assinada no cartório de notas, mais conhecido como Tabelionato. E também no banco, através do contrato de financiamento que tem validade como escritura. 

No local, o tabelião (profissional responsável pela validação do documento) detalha alguns itens do apartamento ou casa na escritura do imóvel. Entre as informações que constam no documento estão quais as condições a venda foi realizada, o nome das partes envolvidas, o valor do imóvel, a forma de pagamento e também a data de entrega das chaves do apartamento. 

 

Quais os documentos necessários para a escritura do imóvel? 

 

Para a escritura do imóvel, assim como nas outras etapas, é necessário apresentar diversos documentos para validação do processo. Abaixo você pode conferir alguns deles! 

 

Construtora ou imobiliária 

 

– Inscrição no CNPJ

– Certidão Simplificada da Junta Comercial 

– Certidão Negativa de Tributos Federais e Municipais 

– Matrícula do Imóvel 

– Certidão de Cadastro no Município 

 

Comprador

 

– RG e CPF (se casado, do cônjuge também) 

– Certidão de Nascimento ou Casamento Atualizada

– Endereço da residência atual 

– Declarar sua profissão 

 

Registro do Imóvel 

 

A segunda etapa após a escritura do imóvel é o seu registro. O registro do imóvel é o documento que efetivamente estabelece quem é o proprietário do apartamento ou casa. É ele quem transfere o bem para o dono, para que ele se torne responsável pelo imóvel e realize o pagamento da taxa do ITBI (imposto cobrado pela prefeitura para transferir o imóvel do vendedor para o comprador). 

O documento de registro é de competência do Cartório de Registro de Imóveis. Cada apartamento ou casa é reconhecido no local com um número de matrícula, onde fica armazenado todo seu histórico. Cada cartório é responsável pelo registro do imóvel da sua região. 

O prazo de confecção do registro do imóvel costuma levar em torno de 30 dias, tempo médio para regularização da escritura. No caso dos imóveis financiados, o registro possui mais uma etapa. É preciso apresentar o contrato para o banco responsável pelo financiamento para que a escritura seja substituída. 

Vale destacar que para registrar um imóvel é necessário o pagamento de algumas taxas, que variam de acordo com cada estado do país. 

 

Quais os documentos necessários para o registro do imóvel?

 

Construtora ou imobiliária 

 

– Contrato de financiamento com o banco 

– Comprovante dos pagamentos de tributos estaduais e municipais 

 

Comprador 

 

– Escritura ou contrato de financiamento 

– CPF e RG 

– Certidão de casamento ou nascimento 

 

Afinal, qual a diferença entre escritura e registro do imóvel? 

 

Acima foi explicado do que se trata cada um dos documentos. Assim, fica mais fácil identificar as principais diferenças entre a escritura e o registro de imóveis. A escritura trata-se do documento que registra o acordo entre o comprador e a construtora, imobiliária ou vendedor que tem a posse do imóvel. Por esse motivo, consta  todos os detalhes da negociação. 

No segundo caso, o registro do imóvel é o documento que valida o novo comprador como o proprietário do apartamento ou casa. Garantindo todos os seus direitos e obrigações sobre o bem. 

 

Agora que você já sabe a diferença entre registro e escritura do imóvel, que tal saber mais informações sobre os empreendimentos ALZ Construtora? Siga nossas redes sociais: Facebook e Instagram e confira as novidades! 

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL