Existe idade máxima para fazer um financiamento imobiliário?

O sonho da casa própria faz parte do imaginário de muitos de nós, brasileiros, não é mesmo? Entendemos o quão importante é poder ter nosso cantinho nesse mundo e damos muito valor a essa estabilidade. Pois sabemos que tal independência é um respiro para o nosso futuro e o da nossa família, que pode ser realizado através do financiamento imobiliário.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a média de idade no nosso país é de 76 anos. E a previsão, com o aumento da expectativa de vida, é que essa estimativa só cresça ao longo dos anos, devido à saúde e qualidade de vida, que vêm numa crescente em relação às gerações anteriores.

Para não se ver obrigado a abrir mão do sonho da casa própria, confira abaixo mais informações a respeito do financiamento imobiliário e das questões que envolvem a idade de quem está o solicitando. 

 

Por que existe limite de idade para fazer um financiamento imobiliário?

Além de ter de estar em dia com todos os sistemas jurídico e fiscal, comprovação de renda e apresentação de toda documentação, a idade é um fator primordial. Isso porque para um financiamento, é preciso que a idade, somada ao empréstimo, não ultrapasse os 80 anos e 6 meses.

Sendo assim, se você precisa financiar um imóvel, em por exemplo, 35 anos — como o oferecido pelo programa Minha Casa Minha Vida — é importante que o faça até os seus 45 anos. Existem outras opções de prestações em menos tempo, mas se você quer a estabilidade de investir com calma no seu projeto, o ideal é que seja enquanto está na juventude.

 

Regras de parcelamento para o público mais velho

Independente da idade, é necessária a contratação de um seguro habitacional, visto que essa apólice permite que seja quitada a dívida referente ao saldo devedor.

Infelizmente, o cálculo das taxas costuma subir bastante quanto mais velho você for. Assim, as parcelas pagas pelo público idoso são, inevitavelmente, mais caras.

A justificativa para tal causa, segundo as instituições financeiras, é que, quanto mais idade, maiores são os riscos de morte e invalidez. Outra razão é que existe um custo maior com a saúde, que resulta em uma diminuição nas fontes de renda.

 

O que fazer quando as parcelas são muito altas?

O melhor cenário nesse caso é utilizar de suas economias, como, por exemplo, o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) como entrada. Dessa forma, quanto mais você conseguir abater parte do valor cobrado na entrada, menor será a sua parcela.

Outra possibilidade para o financiamento imobiliário é fazê-lo com outra pessoa, pois isso aumenta as chances de aprovação do mesmo. Vale salientar que os cálculos de proposta de parcelamento são sempre realizados com os dados da pessoa mais velha. 

Agora que você está por dentro de todas as possibilidades de financiamento imobiliário a depender da sua idade, não deixe para depois a compra do seu apartamento. Quanto antes, maior será o prazo e menores os juros. 

Você pode entrar em contato conosco caso tenha ficado alguma dúvida. Nossa equipe de atendimento está pronta para te auxiliar. Queremos fazer parte do seu sonho!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL