4 erros mais comuns em um financiamento imobiliário

Contratar um financiamento imobiliário pode ser a melhor solução (e, em alguns casos, a única alternativa) para a aquisição de um imóvel. Quando não se possui o valor total para a compra da casa ou apartamento à vista, recorrer a uma instituição financeira para este tipo de empréstimo é o que tornará a compra possível.

A ALZ já te contou tudo o que você precisa saber sobre o financiamento imobiliário. Hoje, nós iremos te alertar sobre os erros mais cometidos nessas horas. Se você deseja realizar o sonho da casa própria e quer fazer isso sem errar, o texto abaixo foi feito para você! Confira mais abaixo!

 

Os 4 erros mais comuns na hora de fazer um financiamento imobiliário

 

1. Não planejar as finanças

Um erro muito comum – e gravíssimo – cometido por muitas pessoas é ver o financiamento imobiliário como apenas mais uma compra parcelada. A verdade é que as parcelas são consideravelmente mais altas, além de o número de parcelas também ser bem maior. Para arcar com a dívida, é preciso fazer um planejamento detalhado, garantindo que não haverá problemas.

Outro detalhe importante aqui: nunca considere somente o valor da parcela. Não esqueça, ela não será a única despesa do seu mês. Na hora de fazer os cálculos, considere tudo que será gasto para evitar problemas.

 

2. Considerar apenas uma opção

Na hora de comprar uma televisão, por exemplo, você considera vários modelos, marcas, tamanhos e lojas, certo? Com o financiamento imobiliário, o qual é muito mais importante e valioso, o cuidado não pode ser diferente. Existe uma vasta gama de opções com condições das mais variadas no mercado, e o recomendado é fazer uma boa pesquisa antes de fechar negócio.

Por mais que, na maioria das vezes, a diferença no percentual de juros cobrados por uma empresa seja muito pequena em relação a outra, lembre-se de que a dívida estará por anos com você. A longo prazo, até mesmo menos de 1% de diferença pode significar uma grande economia.

 

3. Não ler o contrato

Este costuma ser um erro cometido em várias situações. Como os contratos normalmente são documentos densos e extensos, muitas pessoas até se assustam quando presenciam um. Independente disso, ler (e, principalmente, entender) o contrato em sua totalidade é algo que pode ajudar a compreender todas as taxas e influenciar na escolha pelo negócio mais vantajoso.

Caso tenha dúvidas, não hesite em consultar um profissional. Advogados especialistas no setor imobiliário possuem, além todo o conhecimento, a experiência necessária para ajudar em praticamente qualquer caso.

 

4. Tomar decisões compulsivas

O último erro da lista é, basicamente, um resumo e a principal causa de todos os anteriores. Afinal, é graças a decisões compulsivas e ansiedade para fechar negócio logo que muitos não planejam suas finanças, consideram apenas uma opção e não leem contratos.

Para evitar que isso aconteça, uma boa dica é sempre ter a companhia de outra pessoa na hora de conversar com empresas que oferecem financiamento imobiliário. Assim, você terá um contraponto que poderá ajudar a pensar duas vezes em cada etapa desta que é uma das decisões mais importantes em nossas vidas.

 

Fazer um financiamento imobiliário é uma tarefa que exige atenção e cuidados, porém ela não é algo impossível. Conhecendo os erros mais comuns, você pode evitá-los e fazer diferente. Gostou do texto de hoje? Para acompanhar todos os conteúdos da ALZ, siga-nos no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL