Como comprar o primeiro imóvel?

Comprar o primeiro imóvel é o sonho de muitos brasileiros. Aqui, não estamos falando somente sobre o “primeiro” imóvel, mas sim, sobre o primeiro imóvel próprio – será que você me entende? 🙂

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2016 – 31,8% do brasileiros não são proprietários de imóvel ainda, seja ele casa ou apartamento.

Isso quer dizer, quase um terço da população ainda pretende realizar o sonho de ter a casa própria.

A ALZ Construtora pensando na realização do seu sonho e de muitos brasileiros, apresentará – a seguir – algumas dicas do que fazer para tornar esse desejo em realidade. E olha que adquirir o seu primeiro imóvel pode não ser uma tarefa tão distante quanto você imagina.

“Você comprará! Bastam planejamento e disciplina… você consegue!”

Vamos às dicas!

1- Os custos de uma compra

Ainda relacionado com os quase 32% da população que não são proprietários da casa própria, sabemos que para a maioria, comprar um apartamento, sobretudo, à vista, é algo “muito distante”.

Para essa parcela da população, poupar para comprar um imóvel nessas condições pode parecer inviável, pois o preço de um imóvel novo é relativamente alto para quem não apresenta um poder aquisitivo com margem para barganha.

Quem busca comprar o primeiro imóvel precisa levar em consideração que ao entrar em algum programa de financiamento, automaticamente, estará assinando um contrato que implicará em dívida e pagamento de juros.

Quando falamos em custos de aquisição, precisamos lembrar também que existem os chamados custos de oportunidade. Ao financiar um apartamento, você pagará os juros do contrato já inseridos nas parcelas mensais. De forma diferente, se o valor gasto com as parcelas mensais fosse investido em algum fundo ou caderneta de poupança – naturalmente – você receberia os rendimentos dessa aplicação.

 

2- Aprenda a economizar

Você, que pretende comprar o seu primeiro apartamento, e com certeza – comprará, precisa aprender a economizar, poupar e controlar melhor as suas finanças. Compreender, melhor e com exatidão, como você gasta o seu dinheiro e quais são as suas despesas, proporcionará a você – futuro proprietário – enxergar com nitidez e precisão onde estarão as possíveis “brechas” ou gastos desnecessários para cortes e reduções.

Essa economia apresentará uma visão mais clara da sua situação financeira e possibilitará que os esforços financeiros realizados por você e sua família aconteçam com mais tranquilidade.  

 

3- Fazer a grana render é uma grande dica!

Além de reduzir custos e despesas desnecessárias, outra grande sacada é – sem dúvida – evitar juros com cartões de crédito e crediários em lojas. É sempre uma grande tentação parcelar um aparelho de tv, uma geladeira nova ou aquele sofá que sempre sonhou (para deixar a sua sala ainda mais bonita) em 10, 12 ou até 24x. Fuja disso! É uma grande cilada! O interesse da loja nunca será facilitar a sua vida, mas sim,  “vender juros”. Corra e economize! Sempre que puder, compre à vista!

Seguindo essa dica (caso consiga), após alguns meses – você perceberá que economizou um certo montante [que será reservado à compra do seu primeiro apartamento] e, fará melhor ainda, não deixará o dinheiro parado. Nesse momento, é muito importante que você converse e peça orientações ao seu gerente de banco ou algum profissional da área financeira, de modo que ele possa sugerir as melhores opções aplicações para o dinheiro guardado. O importante aqui é movimentá-lo para fazê-lo render mais.

 

4- Junte, junte e junte mais!

Esse passo é super estratégico! Como é do perfil do brasileiro de classe c, até em função de outras variáveis que não vêm ao caso agora, comprar o primeiro imóvel à vista – em termos estatísticos – é praticamente inviável. Normalmente, as pessoas recorrem a financiamentos junto a bancos e construtoras e – na maioria dos casos – precisam dar um valor de entrada e financiar o saldo devedor. É aí que entram os juros.

Atente-se: quanto mais você economizar e reservar para a compra do primeiro imóvel, menos terá que pagar de juros pelo financiamento do saldo devedor. Ou seja, quanto maior for a entrada, menor será a dívida contraída e os valores a serem pagos em parcelas mensais.

Outra forma de amortizar o valor da entrada e, por consequência, as parcelas acrescidas de juros a serem honradas ao longo do financiamento, é utilizar a sua conta de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Será mais um valor a incrementar o montante reservado para a entrada do negócio.

Lembre-se: é de fundamental importância que você pesquise bem todas as taxas e condições, de bancos e construtoras, a fim de conseguir as melhores opções.

“Não tenha vergonha em barganhar valores! Você quer comprar o seu primeiro imóvel e o mercado quer vender o seu estoque. Negocie sempre!”

 

5- O seu primeiro imóvel

Segundo dados da FGV (Fundação Getúlio Vargas), as classes C, D e E representam juntas 85% da população brasileira e movimentam aproximadamente R$ 620 bilhões por ano na economia.

O que queremos dizer com isso: nada de mais – é simples! Apenas que essa grande fatia da população – dinamiza e movimenta um grande percentual do PIB brasileiro e apresenta o anseio da realização de conquistar a casa própria.

Os imóveis trabalhados e ofertados pelo mercado imobiliário estão cada vez mais adaptados à essa grande demanda, não somente em valores – mas também em características que atendam aos desejos de compra dessa população. Hoje em dia, um imóvel, mesmo que enquadrado em perfil popular, é capaz de suprir necessidades e exigências que, até então, não eram exploradas pelo mercado da construção civil como um todo.    

 

A ALZ Construtora trabalha com imóveis que apresentam excelente padrão de acabamento, em cidades como Palhoça – uma das cidades que mais cresce em Santa Catarina em com o nono maior PIB estadual, segundo estudo realizado pelo Portal Deepask.

Os imóveis da ALZ, como o Lindolfo dos Santos, apresentam:

  • 2 dormitórios com ou sem suíte;
  • Sacadas com churrasqueiras;
  • Garagem coberta;
  • 2 elevadores por bloco;
  • 2 salões de festas mobiliados;
  • 2 salas de jogos;
  • Piscinas adulto e infantil;
  • Quadra poliesportiva;
  • 4 espaços goumert.

 

Aspectos importantes para a compra do primeiro imóvel

É sempre legal verificar antes de comprar o primeiro imóvel, até por uma questão de mobilidade, se serviços e acessos são oferecidos, como: supermercados, farmácias, postos de saúde, escolas, pontos de ônibus, postos policiais, etc.

 

6- Antes de comprar o primeiro imóvel observe!

  1. vizinhança: é importante conhecer os níveis de segurança e barulho ao longo do dia. Isso evitará muitas dores de cabeça no futuro;
  2. incidência solar: os raios solares incidindo diretamente sobre o imóvel – independentemente da estrutura de alvenaria – pode causar muitos desconfortos, principalmente nas épocas mais quentes do ano;
  3. instalações hidrossanitárias e elétricas: devem ser verificadas em vistoria prévia. Observe se a água, ao abrir torneiras e pressionar válvulas de vasos sanitários, sai limpa, transparente e inodora. Teste tomada por tomada, assim como bucais e luminárias. Todas devem estar em perfeito estado para utilização, da mesma forma, disjuntores e rede elétrica. Além de evitar transtornos futuros, o pretendente do primeiro imóvel não comprará um apartamento que apresente danos ou problemas técnico-estruturais.

 

Sonhando com o primeiro imóvel? Com a casa própria? A hora chegou! Não perca mais nenhum minuto e venha bater um papo conosco! A ALZ Construtora quer ser a sua grande parceira neste momento tão importante da sua vida. Mostraremos a você como realizar esse grande sonho.

Conheça também os nossos lançamentos seguindo as nossas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL