Como melhorar a convivência em condomínios?

Para muitos grupos de vizinhos, a convivência em condomínios é algo complicado e nem sempre muito bom. Porém, não ter uma relação saudável com os outros moradores de um prédio pode ser extremamente prejudicial a todos, tanto no convívio diário quanto especialmente nas decisões coletivas.

No texto que a ALZ preparou para você hoje, nós iremos te dar algumas dicas sobre como melhorar a convivência em condomínios. Afinal, todos buscamos viver em harmonia com aqueles que estão ao nosso redor, certo? Leia mais abaixo e saiba mais!

 

Dicas para melhorar a convivência em condomínios

 

Cuidados com barulho

Tudo que mais queremos ao chegar no conforto de casa após um longo dia de trabalho é o tão merecido descanso, não é mesmo? O mesmo vale para os finais de semana no conforto de nossos apartamentos. Portanto, o primeiro passo para se ter uma boa convivência em condomínios é tomar cuidado com o barulho, respeitando, assim, o descanso de cada um.

Ainda que cada condomínio tenha suas próprias regras específicas, existem certas atitudes que podem ser tomadas na busca pelo bem comum. Além de respeitar o horário de silêncio estabelecido previamente, tenha bom senso no restante do dia e evite barulhos excessivos e desnecessários.

 

Respeito às áreas comuns

As áreas comuns e de lazer são um dos principais diferenciais de condomínios, tendo papel importante até mesmo na decisão de morar em um. Portanto, é seguro dizer que a maioria fará questão de aproveitar tudo que pode, desde academias até piscinas, playgrounds e salões de festas.

Logo, se grande parte dos moradores usará as áreas, é preciso que elas estejam sempre bem cuidadas. Sempre que for usar uma delas, deixe tudo em ordem. Nunca se esqueça de que as áreas comuns não são somente suas: elas também são de todos os seus vizinhos.

 

Animais de estimação

Teoricamente, regimentos internos não podem proibir a presença de animais de estimação. Porém, eles podem ter suas próprias regras a respeito dos animais e prezando pela boa convivência em condomínios você pode e deve tomar certas precauções para viver com seu melhor amigo sem incomodar ninguém.

Tenha conhecimento das regras e assegure-se de que você realmente pode levá-lo para passear nas áreas comuns. Em caso positivo, use sempre a coleira, pegue no colo quando necessário e jamais deixe de limpar a sujeira que ele fizer.

 

Obras e reformas

Assim como nos casos dos itens anteriores, as regras para obras e reformas provavelmente estão especificadas no regimento interno de cada condomínio. Para evitar conflitos e fazer com que suas modificações sejam um pouco menos estressantes, saiba quais são elas e ainda mais importante respeite-as.

Além disso, avise com antecedência seu síndico e os vizinhos mais próximos sobre a obra ou reforma em questão. Uma simples atitude como esta não só faz com que eles saibam de antemão e sejam compreensivos, como também mostra que você se importa com os outros.

 

Relação diária com vizinhos

Uma relação saudável com o restante dos moradores, visando melhorar a convivência em condomínios, é algo que se constrói no dia a dia. O grande segredo aqui é a educação e a simpatia: sempre que encontrar algum vizinho, cumprimente-o. Isso pode fazer uma grande diferença, tanto para os dias de cada um quanto para o bom convívio de ambos.

Em casos extraordinários — como o de vizinhos estarem perturbando o sossego alheio, por exemplo —, sempre procure a conversa. Ela é a maneira mais fácil e, em muitos casos, a mais efetiva para solucionar um problema sem maiores complicações.

 

Viu como melhorar a convivência em condomínios é algo possível e nem um pouco difícil? Basta que cada um se coloque no lugar do outro. Gostou do texto de hoje? Para ver mais, siga a ALZ no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL